Retrospecto do Jogo 4 Cruzeiro X Santos 0. Brasileirão/2008. 1º Turno, 3ª Rodada

Com apresentação de gala e vitória convincente por 4 X 0 sobre o Santos-SP, o Cruzeiro se coloca na liderança isolada (com 2 pontos de diferença para o segundo colocado – Flamengo e Grêmio) do campeonato Brasileiro, após a terceira rodada, de forma invicta, com 3 vitórias, neste domingo, no Mineirão.

O Cruzeiro começou o 1º tempo pressionando bem o time do Santos e marcando forte no meio-de-campo. Realizou boas jogadas ofensivas pelas laterais, aproveitou o baixo astral do Santos, por ter sido eliminado da Taça Libertadores, pelo América do México. Porém a primeira chance real de gol foi justamente do Santos aos 6 minutos, num chute de Lima, que Fábio não vacilou e agarrou bem.

O jogador estreante no Cruzeiro Jajá (ex-Guarani/MG), e artilheiro do ultimo Mineiro/2008, fez boa movimentação no ataque cruzeirense e já mostra certo entrosamento com o atacante-matador Guilherme. Deve ser o natural substituto Marcelo Moreno, que negociou seu contrato com Clube Shakhtar, da cidade de Donetsk, na Ucrânia e não joga mais pelo Cruzeiro. Infelizmente ele não percebe que vai sumir no leste europeu, mas deve se contentar em receber e luvas, 10% do contrato, algo perto de 700 mil euros. Também estão na disputa Jonathas e Marcinho, mas Jajá está com cara de quem será o efetivo. Saiu na frente neste briga.

Dessa dobradinha (Jajá e Guilherme) nasceu o 1º gol cruzeirense em excelente lança de Jajá, achando Guilherme em posição de ataque e finalizou lindamente, tirando a bola do alcance do goleiro santista Fábio Costa, aos 17 minutos do 1º tempo.

Jajá se mostrou bem em campo, parecendo não sentir o peso da sua estréia e soube presentear Ramires com outros lançamentos perfeitos, dando chances aos cruzeirenses ampliarem, mas o 2º gol só saiu já no 2º tempo, com jogada magistral de Guilherme, que ainda, já dentro da área do Santos, driblou o marcador e colocou no campo esquerdo de Fabio Costa, sem chances a ele de defesa.

O funcionamento no jogo do “Quadrado Perfeito” do Cruzeiro, com Wagner e Ramires no meio e Guilherme e Jajá no ataque, equilibrou o padrão futebolístico do time azul estrelado e mostrou que a eliminação da Copa Santander Libertadores, com as 2 derrotas para o Boca Juniors se deveu principalmente a inexperiência dos jogadores, com baixa média de idade. Fica evidente quando se avalia o continuo crescimento do futebol de Ramires, Wagner e Guilherme, que o Cruzeiro tem  futuro, podendo brigar pelo título nacional (e outras competições).

Como o jogo esteve sempre aberto, ambos os técnicos procuraram remontar suas equipes no 2º tempo. Adílson Batista tentando continuar coma forte marcação, substituiu no intervalo Jadílson, que não esteve bem no jogo, por Jonathan que foi deslocado para o meio e Marquinhos Paraná foi realizar a função do Jadílson. O Santos voltou com Wesley no lugar de Molina, em tentativa de sair da posição defensiva que se encontrava.

Atrás do marcador, o Santos passou a procurar mais o ataque e com jogadas em velocidade através de Kléber Pereira, Lima e Molina (Wesley), mas não tiveram muitas chances de obterem êxito e contaram com uma boa partida da dupla de zaga cruzeirense, zagueiro Thiago Heleno e Espinoza. Fábio esteve bem na partida e realizou defesas importantes.

Apesar de o Santos ter voltado mais ofensivo, a armação de Adílson Batista no meio de campo, anulou o esquema de Leão, tanto que aos 25 minutos, Wagner recebe lançamento e chuta forte, sem chances para Fábio Costa. Era o 3º gol do Cruzeiro. Adilson Batista colocou Maicosuel no jogo, em substituição a Jajá, que realizou grande partida, saiu ovacionado pela torcida azul estrelada.

Ao 34 minutos foi a vez de Maicosuel, em belíssimo chute de fora da área, após lançamento de Jonathan, colocar uma pá de cal nas pretensões do Peixe.

O Peixe (Santos-SP) tem um time de nomes importantes, mas não consegue mostrar consistência em suas partidas. Mostra falhas de marcação, desentrosamentos e esquema tático que não é traduzido em movimentação que deixe o Santos em situação confortável, nas partidas que realiza. O Leão está para cair.

Veja os gols da partida (Cruzeiro 4 X Santos 0)

FICHA TÉCNICA DO JOGO

CRUZEIRO 4 X 0 SANTOS

Motivo: terceira rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 25/05/2008 (domingo)

Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG

Público :

Renda :

Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)

Assistentes:

Gols: Guilherme, aos 18 min do primeiro tempo; Guilherme, aos 18 min; Wagner, aos 25 min, e Maicosuel, aos 34 min do segundo tempo

Cartões amarelos: Charles (Cruzeiro); Marcinho Guerreiro e Betão (Santos)

Cruzeiro

Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Heleno, Espinoza e Jadílson (Jonathan); Fabrício, Charles, Ramires e Wagner; Guilherme (Bruno) e Jajá (Maicosuel)

Técnico: Adilson Batista

Santos

Fábio Costa; Betão, Marcelo, Fabão e Kléber; Marcinho Guerreiro, Rodrigo Souto, Molina (Wesley) e Adriano (Rodrigo Tabata); Kléber Pereira e Lima

Técnico: Emerson Leão

Fernand Koda

Deixe um comentário

Arquivado em Esporte, Futebol, Televisão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s